Dia Livre de Impostos tem mais de 300 lojas participando em Manaus; veja dicas para não cair em golpes

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – O Dia Livre de Impostos acontece nesta quinta-feira, 2, em diversas lojas pelo País. A campanha surgiu em 2003 e alerta sobre a carga tributária que incide sobre o comércio. Somente em Manaus, são mais de 300 empreendimentos participantes e a expectativa é que o setor movimente 500 mil consumidores, de acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem de Manaus (CDL Jovem). As pessoas que realizam compras neste período precisam ficar atentas a algumas dicas para não cair em golpes, informa o órgão.

“A campanha é um ato que reivindica não somente a diminuição, mas a conscientização da população sobre a alta carga tributária que a gente paga e não é revertida em benefícios básicos para a sociedade, bem como para a saúde, educação e segurança”, lembrou o presidente do CDL Jovem, Matheus Demasi.

A primeira dica em que os consumidores devem estar atentos, segundo Demasi, está relacionada aos preços dos produtos antes da data comemorativa com o valor praticado na campanha. “Eles precisam ficar atentos aos preços que as lojas estavam praticando e o que estão agora. O ‘desconto’ tem que ser dado de acordo com a carga tributária do produto”, destacou o dirigente.

Presidente do CDL Jovem Manaus, Matheus Demasi (Arquivo Pessoal)

A desconfiança de promoções exorbitantes também é um sinal de alerta. Neste caso, o cliente precisa observar se, realmente, vale a pena investir no produto disponível na campanha e investigar se a loja tem reclamações sobre o assunto. Migrar para o cartão de crédito também pode ser uma alternativa, pois ainda é possível reaver ou pedir o estorno do dinheiro, caso haja alguma fraude com o produto.

Ao contrário do cartão de crédito, o pagamento com boletos tem maiores riscos. Com essa alternativa de oficializar uma compra, embora prática, é um pouco mais difícil de reaver o dinheiro. Por conta disso, as fraudes acabam sendo maiores em sites falsos. Outra dica, não menos importante, é verificar se os sites de compras oferecem contato. Além disso, o consumidor precisa sempre guardar comprovantes de pagamento.

Matheus Demasi destaca à REVISTA CENARIUM que com o surgimento de novas tecnologias, os golpes ou fraudes ao consumidor, seja no Dia Livre de Impostos ou em outras datas relacionadas, têm diminuído. Em Manaus, a CDL Jovem trabalha com o aplicativo da Reszon, uma plataforma em que os estabelecimentos estão inseridos e a população pode acessar para verificar os preços dos produtos antes e com a campanha.

“É muito difícil ocorrer uma fraude, porque, em nosso aplicativo, quando o lojista coloca o preço do produto, ele já calcula com o desconto. Ou seja, não tem mais como [o preço] ser alterado, se tornando algo bem complicado”, frisou.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO