Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
26 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Com informações do Portal Alma Preta

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação da Bahia (Secti), junto com a Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapesb), acaba de lançar um edital de apoio para pesquisas sobre a saúde da população negra. O valor estimado é de R$ 1,5 milhão e as propostas devem ser enviadas até o dia 16 de fevereiro de 2022.

O certame tem como objetivo fomentar pesquisas científicas, tecnológicas e de inovação sobre doenças predominantes na população negra, especialmente a Doença Falciforme, considerada a doença hereditária mais presente no Brasil, com predominância entre os afrodescendentes.

As propostas das pesquisas deverão seguir, pelo menos, um dos seguintes temas: doença falciforme e doenças crônicas, outros agravos e impactos do racismo na saúde. O formulário para inscrição será disponibilizado na quarta-feira, 1.

Durante o evento de lançamento, realizado na semana passada, a titular da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Fabya Reis, agradeceu o apoio da Secti e Fapesb nesta ação e destacou o quanto é importante essa parceria entre as secretarias.

“A agenda do nosso Novembro Negro tem nos enchido de orgulho. Essa ação em conjunto, juntando forças para o combate da desigualdade em nosso Estado, é de extrema importância para toda a população negra. Muitas dessas ações falam de nossas condições de vanguarda e só conseguiríamos colocá-las em prática com o apoio das secretarias que fazem parte do nosso governo. Só assim poderemos combater a desigualdade racial no campo acadêmico e de pesquisa do Estado”. Confira aqui mais detalhes sobre o edital.