Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
30 de novembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Da Revista Cenarium

BELÉM – O governador Helder Barbalho anunciou, nos últimos dias que o Governo do Estado vai assumir o pagamento da conta de luz de 350 mil famílias de baixa renda durante a pandemia de Covid-19.

A medida vale para os paraenses que tenham Cadastro Social e consumam até 100 kilowatt (kW), por mês. Se aprovada na Assembleia Legislativa do Estado, a medida já valerá para este mês de abril.

Helder Barbalho explica que o pagamento é mais uma ação do Estado para minimizar os impactos socioeconômicos da pandemia. “Com essa iniciativa queremos auxiliar quem mais precisa neste momento de dificuldade”.

Suspensão do cortes de água e luz 

O Governo do Estado também já havia articulado junto às empresas responsáveis pelo fornecimento de água e energia elétrica a suspensão do corte do serviço por falta de pagamento por um período de 90 dias.

Internet

O governo do Pará proibiu ainda a suspensão dos serviços de acesso à internet no estado em razão da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). A vedação será válida por 60 dias, estendendo-se até 6 de junho deste ano.

A medida faz parte de um decreto que atualizou as estratégias de prevenção e enfrentamento à Covid-19, anunciado pelo governador, Helder Barbalho.

Segundo o governo do estado, a decisão estendeu aos contratos de acesso à Internet o proibição de corte que já havia sido aprovada para outros tipos de serviços essenciais, como água e energia elétrica.

Uma das justificativas apresentadas foi o atendimento às demandas de alunos da rede pública. Para estes, foi determinado o seguimento do calendário por meio de aulas online substituindo o conteúdo que seria dado presencialmente.

O Pará registrava até a última atualização do Ministério da Saúde, divulgada ontem (7), cinco mortes e 138 casos confirmados. O estado é o segundo da Região Norte com maior presença do vírus, perdendo para o Amazonas.