1 de março de 2021

Com informações da assessoria

SÃO PAULO – O Greenpeace Brasil lança hoje uma série de vídeos que mostram como o governo Bolsonaro tem avançado muitas casas no tabuleiro antiambiental, jogando sujo contra as florestas, o clima global e a população e economia brasileiras. O ‘Destroybras’, séries de vídeos inspirados em um jogo de tabuleiro, traz as principais ações tomadas pelo governo Bolsonaro nos dois primeiros anos de mandato que revelam como é colocado na prática o plano de desmontar as políticas ambientais do Brasil, e que mostra que trata-se de um governo inimigo das florestas, da população brasileira e da democracia.

Acesse aqui todos os vídeos da série e baixe o PDF do tabuleiro Destroybras: https://www.greenpeace.org/brasil/destroybras-o-jogo-da-destruicao-do-governo-bolsonaro/

Bolsonaro completou dois anos de mandato com uma política de desprezo ao meio ambiente. Em 2020, assistimos perplexos à destruição de 30% do Pantanal por causa de queimadas criminosas, ao roubo de madeira, ao aumento recorde do desmatamento na Amazônia e ao avanço da grilagem e do garimpo ilegal em áreas públicas e territórios indígenas. Esses fatos são resultados diretos da política antiambiental da atual gestão do Brasil, que age sistematicamente no desmonte da estrutura da gestão ambiental do país e na falta de ação proposital para combater os crimes ambientais.

Nestes dois anos de governo, Bolsonaro reduziu drasticamente o orçamento e a autonomia dos órgãos ambientais, substituindo servidores por pessoas não qualificadas para os cargos. Quando avança em seu projeto antiambiental, Bolsonaro boicota a economia brasileira. Quanto mais a floresta queima, mais a imagem do Brasil se desintegra internacionalmente, prejudicando acordos e interrompendo a entrada ou represando importantes recursos financeiros para a conservação. São incontáveis as manifestações de preocupação com a política ambiental brasileira que vieram a público em 2020, especialmente de governos, empresas e grupos de investidores.

“Não há mais tempo e vidas a perder. O projeto de destruição do governo Bolsonaro precisa ser interrompido imediatamente. Para que o Brasil deixe de ser visto como um vilão ambiental, precisamos de atitudes concretas que revertam o caminho percorrido pela atual gestão e que garantam a proteção de todas as formas de vida e de nossas riquezas naturais”, declara Thais Bannwart, porta-voz de Políticas Públicas do Greenpeace.