23 de novembro de 2020

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC

Luciana Bezerra — Da Revista Cenarium

MANAUS — O candidato à Prefeitura de Manaus, Romero Reis, engenheiro, empresário e major do Exército, 58 anos, afirmou durante a Sabatina Técnica ‘Estúdio C’ da REVISTA CENARIUM, nesta sexta-feira, 30, que o município não pode fazer concessões em relação a indígenas ou não indígena que buscam atendimento nos postos de saúde do município, quando questionado pela vice-presidente da Federação Indígena do Povo Kokama, em Manaus, sobre a dificuldade das unidades de saúde em entender os indígenas quando buscam atendimento.

“Os indígenas são pessoas como nós. Eu sou novo na política. Mas se eleito, vou transformar a saúde pública municipal e prepará-las para atender sete dias por semana, em horário estendido, das 7h da manhã, às 7h da noite. O que vai resolver o problema de assistência do indígena é colocar posto de da saúde do município para funcionar para que quando chegar um indígena em busca de atendimento ele possa ser atendido”.

O candidato do partido Novo disse ainda que não garante colocar um profissional especializado em língua indígena em cada posto municipal da cidade, mas assegura um atendimento adequado para todos, principalmente aos indígenas, incluindo serviços odontológicos.

No centro da sabatina, Romero Reis (Novo) (Ricardo Oliveira/Revista Cenarium)

Romero Reis enfatizou ainda, sem muito populismo, que os povos indígenas na sua gestão serão muito respeitados. Se eleito, ele pretende transformar Manaus em um destino internacional que vai contar a história da cidade, “são os povos indígenas, com shows, artesanato, exposição da cultura, tudo isso vai permitir a inclusão desses povos no contexto da cidade”.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.