Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
24 de outubro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Carolina Givoni – Da Revista Cenarium

MANAUS – Um satélite da Agência Americana de Aeronáutica e Espaço mundialmente conhecida pela sigla Nasa (National Aeronautics and Space Administration), que monitora simultaneamente vários focos de incêndio ao redor do planeta, colocou em destaque o avanço de queimadas ilegais na região de Apuí (a 408 quilômetros de Manaus, no Sul do Amazonas). Os dados foram acessados nesta quinta-feira, 23.

A animação extraída do monitoramento da NASA mostra o avanço dos focos de incêndio florestal na região. (Reprodução/ NASA)

A REVISTA CENARIUM reproduziu animações do avanço das queimadas na área conhecida como microrregião do Rio Madeira. Portanto, no texto da Nasa, a visualização de Apuí, mostra incêndios na Amazônia brasileira em 19 de julho de 2018, e no mesmo dia em 2019 e 2020.

Anomalias térmicas

Segundo a agência espacial americana, “anomalias térmicas” e incêndios no mundo são acompanhados pelos satélites. Mas, para os técnicos, anomalias são indícios de incêndios ou fontes de calor significativas.

Continente Sulamericano sob monitoramento dos vários satélites mostra focos de incêndios na regiao. (Reprodução/NASA)

O Sistema de Informações de Incêndio para Gerenciamento de Recursos (sigla inglesa FIRMS) fornece acesso às mesmas informações de incêndio derivadas de satélite de algumas maneiras diferentes.

O Mapa de Incêndios da FIRMS fornece informações adicionais, como a capacidade de identificar características de pontos de incêndio individuais e informações de áreas queimadas.

Os dados de incêndio também estão disponíveis para download em formatos de arquivo fáceis de usar, e o FIRMS fornece um serviço de alerta por e-mail de incêndio, onde podem ser especificados recebimentos de alertas para áreas de interesse.