‘Estamos fazendo justiça’, diz governador do AM ao entregar viaturas e promover policiais e bombeiros

Bruno Pacheco e Priscilla Peixoto — Da Revista Cenarium

MANAUS — O governador Wilson Lima (PSC) entregou nesta quarta-feira, 22, em cerimônia realizada no Sambódromo, no bairro Dom Pedro, zona Centro-Oeste de Manaus, 40 viaturas, uma embarcação, munições, notebooks, detectores de metais e coturnos para as polícias Militar e Civil do Amazonas. Durante o evento, o chefe do Executivo Estadual assinou ainda a promoção de 1,9 mil policiais militares e bombeiros.

“Hoje para mim é um dia muito feliz, especial, em que a gente está fazendo justiça a servidores que são comprometidos, que estão lá na ponta, servidores que fizeram um juramento muito sério de proteger a vida do próximo, mesmo que tenha que colocar a sua própria vida em risco. Todas as vezes que vocês estão na rua, todas as vezes que estão atendendo um sinistro, vocês não estão sozinhos, porque têm em casa o apoio dos familiares”, declarou Lima.

O governador anunciou ainda que vai promover mais policiais. As promoções devem ser oficializadas antes de 31 de dezembro deste ano.

Os veículos e os equipamentos fazem parte do programa Amazonas Mais Seguro, da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), e são investimentos do Governo do Amazonas e governo federal. Ao todo, 1.667 policiais militares serão promovidos enquanto, no Corpo de Bombeiros, a progressão é de 256 oficiais. Os servidores devem receber o aumento referentes às promoções a partir de janeiro.

Governador Wilson Lima assinou o decreto de promoção nesta quarta-feira, 22 (Reprodução)

O secretário de Segurança Pública do Amazonas, general Carlos Alberto Mansur, destacou a importância do programa realizado pelo governo do Estado e que a entrega das viaturas e dos equipamentos atendem aos anseios da população. Segundo ele, a promoção é um justo reconhecimento aos profissionais que trabalham diuturnamente para proteger as pessoas.

“A partir de hoje, o Estado do Amazonas contará com mais esse importante equipamento, tornando as forças de segurança mais eficientes no combate à criminalidade. Todas essas entregas de hoje representam, aproximadamente, R$20 milhões e, somadas com as entregas anteriores, somam mais de R$ 100 milhões”, declarou o general.

General Mansur disse que a promoção dos policiais e bombeiros é um justo reconhecimento ao trabalho desempenhado por eles (Reprodução)

Gratidão

Durante a entrega, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Amazonas (CBMAM), Orleilson Ximenes, agradeceu em nome da corporação. “Toda a tropa que está em serviço tem gratidão por este momento, são 256 homens e mulheres que certamente envergarão uma insígnia gloriosa concedida hoje. Contem com o Corpo de Bombeiros que estará sempre contribuindo em proveito da sociedade amazonense”, ressaltou.

O comandante-geral da Polícia Militar do Amazonas, Marcus Vinicius, relembra as melhorias voltadas para a corporação militar do Estado. “Sabemos o que passamos nos últimos dois anos, e a polícia militar e os bombeiros tiveram, juntos, comprometimento e afinco. Tudo o que foi prometido até agora pelo governador foi cumprido, foram diversas melhorias para garantir o trabalho de homens e mulheres que fazem a segurança da sociedade amazonense. Terminamos o ano de 2021 sabendo que temos um governo que olha por nós”, comemorou o comandante.

O vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (Sem partido), ressaltou a conduta de Wilson Lima frente ao Estado do Amazonas. Ramos relembrou o cenário pandêmico e afirmou que a atual gestão não foca em problemas, mas em solução. “Quando a gente para de focar no problema e passa a ver gente, passa a acreditar no Estado e nas pessoas que trabalham lá na ponta servindo ao nosso estado e País, nós só acertamos”, avaliou Marcelo Ramos.

Ajuda na pandemia

O deputado estadual Cabo Maciel lembrou, ainda, da importância das forças de segurança no Amazonas durante a crise da segunda onda da pandemia da Covid-19, nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, quando o Estado sofreu com a falta de oxigênio e de leitos clínicos e hospitalares. Na época, os policiais militares, civis e bombeiros foram essenciais na locomoção do oxigênio, ajudando hospitais a salvarem vidas.

“Nós passamos pela maior crise sanitária de todos os tempos e a nossa tropa, pacientemente, ajudou, junto com o Estado, a contornar a crise. As polícias Militar, Civil e o Bombeiro Militar ajudaram o governo a contornar a crise, carregando cilindro, dando apoio à saúde, fazendo a proteção dos hospitais, da sociedade e lutando contra o crime organizado e hoje nós vivemos momentos felizes”, lembrou Cabo Maciel.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO